desvantagens de morar na bahia

Escrito por ArqBahia

Equipe de autores da ArqBahia.

A Bahia, conhecida como terra da felicidade, é um estado encantador, é conhecido por suas belezas naturais, tem uma cultura rica e pessoas acolhedoras. Aqui, o europeu recebeu o primeiro lugar para pôr os pés.

Muitos indivíduos sonham em viver na Bahia, seja na capital, Salvador, que é a cidade que foi a primeira capital do país, ou no interior com menos poluição. No entanto, será que somente há vantagens de morar na Bahia? Ou ela compartilhar de desvantagens como todo estado brasileiro?

Quais são os desafios e dificuldades que os residentes da Bahia enfrentam diariamente? Neste artigo, iremos apresentar algumas das principais desvantagens de morar na Bahia, para que você possa avaliar se vale a pena ou não se mudar para esse estado maravilhoso.

Efeitos da Maresia

Quando pensamos em morar na Bahia, logo pensamos nas cidades litorâneas como Salvador e Porto Seguro. Entretanto, um dos inconvenientes de residir no litoral da Bahia é a maresia, que consiste na névoa salgada proveniente do mar e que se espalha pelo ar.

A maresia pode causar danos a objetos metálicos, como eletrodomésticos, móveis, carros e até mesmo estruturas de construções. Ela acelera o processo de oxidação dos metais, reduzindo sua durabilidade e ocasionando ferrugem, corrosão e manchas.

Para evitar esses problemas, é necessário tomar cuidados especiais com a limpeza e manutenção dos objetos metálicos, o que pode acarretar em gastos e trabalho adicionais.

Clima Quente e Úmido

Outra desvantagem é que a Bahia conta com um clima quente e úmido que predomina na maior parte do estado. A temperatura média anual na Bahia é de aproximadamente 25º C, podendo ultrapassar os 30º C durante os meses mais quentes.

Além disso, a umidade relativa do ar costuma ser elevada, o que pode gerar desconforto térmico, sudorese excessiva e uma sensação de abafamento. O clima quente e úmido também favorece o surgimento de doenças respiratórias, alergias, fungos e bactérias.

Para amenizar o calor, é necessário investir em ventiladores, ar-condicionado e roupas leves, o que pode resultar em um aumento do consumo de energia elétrica e água.

Apesar disso, o sol presente aumenta a vitamina D, o que pode causar a melhoria da saúde. Além disso, para muitas pessoas estar perto do mar pode melhorar a sensação de bem-estar e sentir menos congestionamento nasal, por exemplo.

Desigualdade Social

Uma das desvantagens mais graves de residir na Bahia é a desigualdade social que afeta uma grande parte da população. A Bahia é um dos estados mais pobres do Brasil, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,714, inferior à média nacional de 0,765. A renda per capita na Bahia é de R$ 893,00, enquanto a média nacional é de R$ 1.373,00.

Além disso, a Bahia possui um dos maiores índices de analfabetismo do país, com 12,7% da população com mais de 15 anos incapaz de ler ou escrever. A desigualdade social gera problemas como violência, criminalidade, falta de infraestrutura, saneamento básico precário, serviços de saúde pública deficientes e baixa qualidade de educação.

Sendo assim, as cidades podem demonstrar esses problemas. Entretanto, caso você seja uma mão-de-obra extremamente especializada, pode encontrar menos concorrência no mercado de trabalho.

Conclusão

Residir na Bahia pode ser uma experiência incrível para aqueles que buscam contato com a natureza, uma cultura diversificada e um clima tropical. No entanto, é importante estar ciente das desvantagens que esse estado também apresenta, como os efeitos da maresia, o clima quente e úmido e a desigualdade social. Esses fatores podem comprometer a qualidade de vida dos residentes da Bahia e exigir adaptação e planejamento.

Portanto, antes de decidir se mudar para a Bahia, é fundamental pesquisar sobre as características das diferentes regiões do estado e escolher aquela que melhor atenda às suas expectativas e necessidades.

Deixe um comentário