Elon Musk afirma que um paciente humano recebeu o implante cerebral da Neuralink

Escrito por ArqBahia

Equipe de autores da ArqBahia.

Em uma revelação impactante nas redes sociais, Elon Musk anunciou na segunda-feira que o primeiro paciente humano recebeu um implante cerebral desenvolvido por sua empresa, a Neuralink. Nomeado de “Telepatia”, o dispositivo marca um marco significativo na busca da Neuralink por uma simbiose entre humanos e inteligência artificial. Este avanço é particularmente emocionante, considerando os anos de atrasos e controvérsias que cercam a empresa.

O Objetivo da Neuralink

Elon Musk sempre afirmou que o objetivo final da Neuralink é alcançar uma simbiose completa com a inteligência artificial. No entanto, inicialmente, a empresa está focada em um objetivo mais modesto – permitir que pessoas paralisadas controlem um cursor ou teclado com seus cérebros. A empresa está recrutando participantes com quadriplegia devido a lesões na medula espinhal cervical ou esclerose lateral amiotrófica (ELA), com pelo menos 22 anos de idade.

O Estudo e o Processo Cirúrgico

A Neuralink planeja conduzir um estudo de seis anos, recrutando participantes e utilizando um robô cirúrgico desenvolvido internamente para implantar o dispositivo no cérebro. Este dispositivo do tamanho de uma moeda é projetado para registrar e transmitir sinais cerebrais sem fio para um aplicativo que os decodifica. Elon Musk compartilhou que o paciente está se recuperando bem, e os resultados iniciais mostram uma detecção promissora de spikes neuronais.

Anúncio

Comparação com Outros BCIs

Embora este paciente não seja o primeiro a receber um Brain-Computer Interface (BCI), a abordagem sem fio e os mais de 1.000 eletrodos distribuídos pela Neuralink representam avanços notáveis em relação aos sistemas anteriores. Enquanto outras empresas, como a Synchron, já implantaram BCIs, a Neuralink destaca-se pela promessa de uma interface sem fio mais avançada e numerosa em eletrodos.

Controvérsias e Desafios

Entretanto, a jornada da Neuralink não tem sido isenta de controvérsias. A empresa enfrentou críticas por seu tratamento de animais de pesquisa, incluindo a morte de macacos durante testes de implante cerebral. Uma investigação federal está em andamento, e recentemente, a Neuralink foi multada por violar regulamentos do Departamento de Transporte dos EUA.

Conclusão e Perspectivas Futuras

Embora detalhes específicos sobre o local do estudo e o número de participantes ainda sejam escassos, a Neuralink está trilhando um caminho que pode redefinir a interseção entre a tecnologia e o cérebro humano. Este avanço não apenas representa um marco crítico para a Neuralink, mas também para o campo emergente de interfaces cérebro-máquina. À medida que aguardamos mais informações, a promessa de controle cerebral e comunicação telepática parece mais tangível do que nunca.

Elon Musk Says a Human Patient Has Received Neuralink’s Brain Implant | WIRED

Deixe uma resposta