A Proclamação da República em 15 de novembro de 1889

Escrito por Lucas Oliveira

Equipe de autores da ArqBahia.

Olá, pessoal, tudo bem? Estamos chegando perto de um feriado importante! Neste post, falaremos sobre a Proclamação da República, um evento que marcou a história do Brasil em 15 de novembro de 1889. Vamos explorar os eventos que levaram a essa mudança significativa no sistema de governo brasileiro.

Antecedentes: A década de 1870

Fotografia da Família Imperial colorida artificialmente. Reprodução.

Para entender a Proclamação da República, é essencial voltar às raízes dessa transição política. Na década de 1870, o Brasil estava enfrentando desafios significativos. Na época, o país estava envolvido na Guerra do Paraguai, e o imperador Dom Pedro II buscava manter um governo mais rígido. Para isso, ele destituiu o gabinete que não estava alinhado com seus interesses, entregando as eleições ao Partido Conservador, que lhe era favorável.

No entanto, essa ação causou grande descontentamento, especialmente entre os liberais, que foram excluídos do governo. Como resultado, o Partido Republicano Paulista (PRP) começou a ganhar força, gradualmente conquistando posições no governo e na Câmara dos Deputados.

O Exército Brasileiro e a Política

Batalha do Avaí por Pedro Américo. Reprodução.

O exército brasileiro desempenhou um papel significativo nesse período de transição política. Desde os tempos do Império, o exército já havia sido uma influência política, como foi o caso na deposição de Dom Pedro I em 1831. No entanto, durante a Guerra do Paraguai, o exército ganhou mais força e influência política, resultando em uma sensação de corporativismo entre os militares.

Mudanças Sociais e Econômicas

Paralelamente, o Brasil estava passando por mudanças sociais e econômicas importantes. Os fazendeiros, principalmente aqueles envolvidos na produção de café em São Paulo e no oeste paulista, estavam buscando modernizar suas técnicas e métodos de produção. Isso incluía a transição da mão de obra escrava para uma mão de obra assalariada, tendo em vista que o movimento abolicionista estava ganhando forças no Brasil.

Anúncio

A Lei Áurea e a Crise Política

Jornal da época noticiando o fim da escravidão. Reprodução.

A Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil em 1888, foi uma conquista para todo nosso país. Entretanto, ela também foi motivo de tensões. Os fazendeiros do Vale do Paraíba Fluminense, que estavam enfrentando dificuldades econômicas, exigiram indenizações pelo fim da escravidão, o que não foi atendido. Isso enfraqueceu o apoio que a Coroa tinha entre os fazendeiros.

O Golpe Militar e a Proclamação da República

Proclamação da República por Benedito Calixto. Reprodução.

A Proclamação da República foi precipitada por boatos e conspirações que levaram ao confronto entre o exército e o governo imperial. Em 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca liderou um golpe militar que resultou na deposição do governo do Visconde de Ouro Preto, presidente do Conselho de Ministros.

Dom Pedro II, que estava em Petrópolis, recebeu a notícia da deposição e tentou organizar uma contra-revolução, mas acabou sendo forçado a embarcar em um navio e partir para o exílio na Europa. A Princesa Isabel também foi afetada por esses eventos, perdendo o trono e, pouco tempo depois, sua própria mãe, a Imperatriz Teresa Cristina.

Conclusão

A Proclamação da República em 15 de novembro de 1889 marcou o fim da monarquia no Brasil e o início de uma nova era republicana. Eventos políticos, sociais e econômicos culminaram nessa mudança drástica no sistema de governo do país. O Brasil se tornou uma república, e Dom Pedro II passou seus últimos anos no exílio. A transição política e social desse período deixou marcas profundas na história do Brasil.

Espero que este artigo tenha fornecido uma visão clara dos eventos que levaram à Proclamação da República em 1889. Se tiver alguma dúvida ou comentário, fique à vontade para compartilhar!

Referências

Proclamação da República (usp.br)

Especial Proclamação da República – UNIVESP (youtube.com)

Museu Nacional UFRJ, 15 de Novembro e Proclamação da República (facebook.com)

Manoel Deodoro da Fonseca – Arquivo Nacional (presidentes.an.gov.br)

Banida após proclamação da República, família imperial viveu exílio entre nobres na França – 13/11/2019 – Poder – Folha (uol.com.br)

Deixe uma resposta