A Estranha Raça dos Gatos Egípcios, os “Sphynx”

Escrito por Lucas Oliveira

Equipe de autores da ArqBahia.

No meu humilde ponto de vista, o gato é uma das criaturas mais perfeitas do reino animal. Ele é o mestre da sutileza, um bichinho quieto e misterioso que sempre parece estar fazendo algo superimportante. Minha curiosidade, entretanto, se multiplica mais ainda quando eu penso nos Sphynx, a raça de gatos sem pelo e com uma cara ranzinza que faz qualquer um se sentir um plebeu diante de um rei.

Há quem diga que esses gatos descendem de uma raça egípcia que era adorada como deuses, mas já desminto aqui: isso é uma invenção dos anos 1970. E vocês? Já ouviram falar sobre o gato Sphynx? Vamos aprender agora!

Gatinhos sem pelos?

A história dos gatos sem pelos já é bem antiga e se inicia por volta do século 19. Assim como muitas raças de cachorros e gatos, essas características foram mutações aleatórias que foram selecionadas por nós.

Explicando de forma simples, foi mais ou menos assim: em diversos lugares do mundo, aqui e ali nasceram alguns gatinhos sem pelos por causa de um gene recessivo. Por achar interessante, nós, humanos, começamos a tentar reproduzir dois gatinhos com essa característica, para que ela seja passada por mais gerações adiantes!

Depois de um tempo, essas características vão se tornando mais proeminentes, definidas, até que os animais que tenham essas características sejam considerados de certa raça! As primeiras gerações de gatos sem pelos, por exemplo, na verdade até tinham alguns pelinhos. Mas com as seleções, as características foram reforçadas e eles foram tendo cada vez menos pelos.

Anúncio


         

Os Sphynx

Apesar de serem conhecidos como gatos egípcios, a história da raça se inicia nos anos 1960, em Toronto, Canadá. Inicialmente chamados de “Canadian Hairless,” esses gatos surgiram quando um gato doméstico de pelo curto deu à luz a um filhote sem pelos chamado Prune. Adotado por uma dupla amorosa, juntou-se a criadores experientes para desenvolver a raça Sphynx.

De uns tempos para cá, o interesse por eles só tem aumentado. Em 2020, foi eleito a 10º raça mais popular dos Estados Unidos, de acordo com a Cat Fanciers Association. Os Sphynx são os reis dos gatos sem pelos, nosso querido MewTwo da vida real!

As dificuldades de criar um Sphynx

Como em toda raça com características especiais, os Sphynx tem mais tendência a certos problemas de saúde. Os gatos Sphynx precisam de banhos regulares para manter a saúde da pele. Além disso, a limpeza regular das orelhas é necessária, pois a ausência de pelos não impede o acúmulo de sujeira ou cera. A qualidade da dieta também desempenha um papel crucial na saúde da pele do Sphynx, e é recomendável uma alimentação com ingredientes pouco processados – já que ele tem uma tendência a ter diarréia.

Os gatos Sphynx também possuem uma temperatura corporal média mais alta do que outras raças, o que se acredita ser uma compensação pela falta de pelos. Enquanto a temperatura normal de um gato comum varia entre 99,5 e 102,5 graus Fahrenheit, a temperatura média de um Sphynx é cerca de 4 graus mais alta.

Investimento Considerável

Se você amou muito o Sphynx e está considerando tê-lo como companheiro “não-peludo”, é importante estar ciente de que esse amor vem com um preço. Ao contrário de algumas raças mais comuns que podem ser encontradas para adoção em abrigos, os Sphynx são uma escolha menos comum e, portanto, geralmente não estão disponíveis para adoção.

Os preços para adquirir um gato dessa raça única podem variar muito, girando em torno de R$1.600 e R$4.000 reais. Ou seja, um investimento bem considerável em relação a outros pets.

Fotos de Gatinhos!

Bom, não poderíamos terminar esse artigo de outra forma, não é? Para completar nossa sessão de conhecimento, vamos ficar com algumas fotos e vídeos dessa fofura sem pelo!

Deixe um comentário